logo

Select Sidearea

Populate the sidearea with useful widgets. It’s simple to add images, categories, latest post, social media icon links, tag clouds, and more.
hello@youremail.com
+1234567890

Como fazer um bom armazenamento de medicamentos em hospitais

Como fazer um bom armazenamento de medicamentos em hospitais

Anteriormente, abordamos como a logística em uma instituição de saúde é fundamental não apenas para o crescimento do local, como uma organização adequada do mesmo. Um dos aspectos em que essa logística se faz presente é no armazenamento de medicamentos.

 

Mais do que apenas organização, diversos fatores precisam ser levados em conta para que não haja nenhuma confusão, ou pior ainda, algum risco para os pacientes e para o hospital. Os meios de conservação, limpeza e administração de entradas e saídas são apenas alguns dos pontos a serem trabalhados para garantir um atendimento diferenciado, interna e externamente a instituição de saúde.

 

Para que haja uma melhor compreensão desses aspectos, vejamos em detalhes as possibilidades de otimização e implementação desta área em hospitais e clínicas, caso ainda não seja uma realidade já praticada nos mesmos.

A importância do armazenamento de medicamentos em hospitais

 

Seja para uso interno ou para liberação para pacientes, a logística para com medicamentos é muito frequente na maior parte de hospitais de todos os portes, e em um número expressivo de clínicas. Estas não chegam a ter uma necessidade tão grande uma vez que sua função básica é atender e direcionar seus pacientes a buscarem as soluções nos medicamentos, porém não deixam de ter seu espaço reservado para tal.

 

Esses aspectos estruturais para com medicamentos são importantes não apenas para a organização do hospital, mas para que se mantenha a segurança na manipulação dos mesmos e garantir sua integridade durante todo o período de conservação e uso.

 

Assepsia e cuidado são palavras-chave que definem o armazenamento de medicamentos em hospitais. Para cumprirem todas as exigências dos órgãos reguladores, é importante que hajam profissionais especificamente para estas funções, que possam auxiliar os gestores a cumprirem todas as normas de forma tranquila e exemplar.

Funções básicas da armazenagem de medicamentos

 

Em maiores ou menores níveis, todo local que lida com a armazenagem de medicamentos deve cumprir com as seguintes funções organizacionais. O que muda de um local para outro é tanto a profundidade de informações, como as formas com que os gestores lidam com estas informações.

 

Entrada e Saída de Medicamentos

 

A que pede por uma administração mais atenta e dinâmica, já que o fluxo é constante e diário. Assim como a instituição de saúde recebe lotes variados de diversos laboratórios, a saída é igualmente frequente, seja para pacientes que tem a opção de retirar os medicamentos no local, seja para o uso nos mais diversos setores.

 

Lembre-se que, por medicamentos, não se tratam apenas daqueles vendidos em drogarias, mas os que são utilizados em exames, procedimentos cirúrgicos, entre outras aplicações.

Segurança e Conservação

 

Está diretamente ligada a entrada e saída de medicamentos. Além de conferir se todo o recebimento chegou em segurança, e se está dentro das normas da vigilância sanitária, o espaço no qual serão conservados devem estar em igual qualidade, para que não tenham alteração alguma em sua saída.

 

O espaço para onde vai esses medicamentos também deve ter toda sua segurança à parte para evitar manipulações e furtos de qualquer tipo. Algumas categorias de medicamentos são caros e de cuidado sensível, o que necessita todo um aparato para garantir que não serão perdidos ou prejudicados de alguma forma.

Sistema de entrega

 

Hospitais de grande porte, que façam parte de grandes redes ou mesmo clínicas, podem precisar de um serviço único e/ou terceirizado de entrega de medicamentos, que seja tão ágil em suas atividades quanto seguro, para que o medicamento chegue intacto a seu destino.

 

Esse setor, que trabalha em conjunto a logística do hospital, é gerenciado tanto pelo gestor da clínica, como pela equipe responsável pela administração do setor de fármacos. Estes precisam de uma estrutura de igual importância que a estocagem, para manter a qualidade.

Como otimizar esses processos de forma adequada e segura?

 

É inegável que uma das formas mais eficiente de estabelecer uma boa rotina no armazenamento de medicamentos é através dos sistemas de gestão hospitalar. De fato, a maior parte das empresas que oferecem esse serviço possuem softwares específicos para o setor de medicamentos, o que não é sem motivo.

 

Com o aumento da procura de pacientes por opções mais acessíveis do que no comércio, além da própria necessidade do hospital de ter um local próprio para agilizar processos do tipo, os softwares de gestão de clínicas e hospitais se tornam uma opção de grande praticidade.

 

Para que seu uso seja efetivo, é preciso um conhecimento técnico tanto de seus gestores, como profissionais de saúde capacitados para tais tarefas.

 

Caso não tenham técnicos hospitalares suficientes para essa tarefa, uma alternativa é viável é procurar pessoal dos meios de administração ou ainda arquivologia, que estão habituados a processos de organização, e que podem cumprir tais tarefas com precisão.

 

Independente de suas escolhas, é de suma importância que as escolhas sejam bem feitas, com profissionais de confiança e respeitabilidade. Trata-se de um processo com meandros o suficiente para exigir uma precisão dobrada.

Invista em um bom sistema de gestão hospitalar!

 

O uso de um sistema de gestão seguro, e que ao mesmo tempo consiga oferecer todas as opções possíveis para uma boa logística para organizar e guardar todos os medicamentos, é o melhor diferencial que sua clínica e hospital precisa. Com dados bem discriminados e profissionais competentes à frente, a garantia de que terá uma rotina estruturada e completa é certa.

 

A MCJ oferece um sistema de gestão hospitalar personalizável completo e bem organizado que permite a inclusão destes dados de maneira prática e funcional. Com ele, é possível ter um controle aprofundado da entrada e saída de medicamentos, seus lotes, a quais setores serão encaminhados, acompanhar a validade, e o que mais for necessário para uma gestão segura. Não deixe de fazer uma consulta, e até a próxima!

Comentários

user-gravatar
Guilherme Henrique
No Comments

Post a Comment

Comment
Name
Email
Website